Castelo de Porto de Mós
Avista-se ao longe pelas suas torres, grandes e verdes, de forma bicuda, que faz deste castelo um dos mais originais do nosso País.
Conquistado aos mouros por D. Afonso Henriques, viria a ganhar características palacianas, devido à intervenção de D. Sancho I, D. Dinis e D. Afonso, Conde de Ourém. Das cinco torres com que foi construído, restam hoje três, devido às constantes investidas árabes e, mais tarde, aos diversos abalos sísmicos que sofreu.

Abril a Outubro: 10h00 às 12h00 – 13h00 às 18h00 / Novembro a Março: 10h00 às 12h00 – 13h00 às 17h00
Tel.: 244 499 600
GPS       N 39º 36' 12,23'' , W 8º 49' 7,3''

 
 

Fundação Batalha de Aljubarrota

A Fundação Batalha de Aljubarrota (FBA) foi constituída com a preocupação de valorizar e dignificar uma parte do património cultural Português associada aos principais campos de batalha existentes em Portugal. 

Infos:
www.fundacao-aljubarrota.pt
Av. D. Nuno Álvares Pereira, nº 120, São Jorge.
2480-062 São Jorge
Horário de visita: Ter. a Dom.: 10:00-17:30
Telefone: 244 480 060

 
 

Museu Municipal de Porto de Mós

Museu a funcionar desde 1989. Está situado junto ao edifício da Câmara Municipal de Porto de Mós. Destaca-se a exposição de fósseis e ossadas de dinossauros.

Infos::
Travessa de São Pedro
2480 - 851 Porto de Mós
Telf. 244 499 615

 
 

Igreja de S. João Baptista - Porto de Mós

Situada na parte mais antiga da vila, a Igreja de S. João Baptista apresenta uma torre sineira robusta, quase desproporcional ao edifício. Na fachada existe um pórtico românico. A igreja, em abóbada de berço, apresenta um altar em talha dourada. Existe, também, uma pia batismal, de finais do século XVI, feita em pedra, com taça modelada em gomos. No interior da igreja figura, ainda, uma imagem de Nossa Senhora da Piedade, de princípios do século XVI.

Infos::
GPS: 39° 36' 08" N | 08° 49' 00" W

 
 

Igreja de São Pedro - Porto de Mós

Igreja do século XVII, em que se destaca o estilo tardo-barroco. Apresenta nave única com coro alto e transepto com cruzeiro.

Infos::
Largo do Rossio
2480-314 Porto de Mós

 
 

Ecopista - Porto de Mós

O percurso desenvolve-se, essencialmente, ao longo da antiga linha de caminho de ferro, atual Ecopista, que fazia o transporte de carvão das minas da Bezerra para Porto de Mós. É uma caminhada rica em termos de beleza paisagística, faunística e floral. A certa altura a paisagem muda e o trilho é feito por entre paredes de pedra, cortada propositadamente para permitir a passagem da linha de ferro, até ao antigo túnel.

 No topo norte da serra, junto aos moinhos, existe um parque de merendas, onde pode aproveitar para descansar e repor energias antes do trajecto final.

Extensão: Aproximadamente 13 km;

 
 

Grutas
Descobertas em 1947, foram as primeiras a ser descobertas nesta região tão rica neste tipo de património, parte importante do Parque Natural da Serra de Aires e Candeeiros, situadas bem no coração do Maciço Calcário Estremenho.
A Entrada está a 200m de altura, chegando no interior a atingir 180 metros de profundidade.
A formação destas Grutas remonta há mais de 150 milhões de anos, na Idade Média Jurássica, altura em que os dinossáurios habitavam esta região, como ainda hoje se pode constatar no Monumento às Pegadas de Dinossáurios, aqui perto.

Tel. 244 440 322
GPS   -    N 39º 32' 24,71'' , W 8º 42' 14,01''

 
 

Fátima - A iluminação divina
No concelho de Ourém ergue-se um dos lugares religiosos mais conhecidos e frequentados do mundo, o Santuário de Fátima. Diariamente, mas em especial aos Domingos, ali acorrem durante todo o ano milhares e milhares de peregrinos, que cumprem os seus votos ou invocam Nossa Senhora sobre as suas famílias e o mundo.

Posto de Informação:
Av. D. José Alves Correia da Silva
Cova da Iria
2495 Fátima
GPS       N 39º 37' 49,91'' , W 8º 40' 25,11''

 
 

Mosteiro de Santa Maria da Vitória
O Mosteiro, nomeado pela UNESCO Património da Humanidade, em rigor não foi edificado no local do combate que se travou a 2 Kms da vila da Batalha, na localidade de S. Jorge, mas no pequeno vale do rio Lena. Esta magnífica construção é o grande monumento do gótico final português, um dos primeiros onde se estreou a arte manuelina e uma das mais belas Igrejas da Europa no final da Idade Média. Os modelos do gótico flamejante, adoptados neste sumptuoso edifício, marcam o apogeu do estilo gótico e são um símbolo da arte do séc.XV.

 

GPS       N 39º 39' 32,82'' , W 8º 49' 33,57''

 
 

Mosteiro de Alcobaça
Remontando ao início da nacionalidade, aqui se encontra a maior igreja do país em estilo românico-gótico.
Nesta relembra-se o trágico episódio dos amores proibidos de D. Pedro e de Inês de Castro, que aí têm assento tumular.

Posto de Informação:
Praça 25 de Abril
2640 Alcobaça
GPS       N 39º 32' 54,47'' , W 8º 58' 44,15''

 
 

Nazaré
Na Nazaré, domina o imaginário a lenda de D. Fuas Roupinho. Andando a caçar um veado, que mais não seria do que uma transfiguração do Diabo, é atraído para a vertigem do precipício no promontório do Sítio, valendo-Ihe a prece à Senhora da Nazaré que, em milagrosa aparição, fez estacar as patas traseiras do seu cavalo. Salvo, mandou no local erguer a Ermida da Memória.
GPS       N 39º 36' 23,33'' , W 9º 4' 11,95''

 
 

Serra d'Aire e Candeeiros
Uma Serra serpenteada por um mundo de pequenos muros de pedra, senhores da terra e senhores da paisagem. Foi uma gramínea chamada Candeeira (Phlomis lychnetis), por aqui bastante abundante que deu nome a esta longa Serra que abraça pelo lado sulpoente todo o concelho de Porto de Mós e o vasto polje da Mendiga, onde se encontram as belíssimas Lagoas do Arrimal.
GPS       N 39º 31' 27,01'' , W 8º 47' 29,28''

 
 

Pegadas de Dinossaurios da Serra de Aire
Situado no local onde antes funcionava uma pedreira, a Pedreira do Galinha, localidade do Bairro, Concelho de Ourém, em pleno Parque Natural das Serras d’Aire e Candeeiros, o Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios da Serra de Aire contém um importante registo fóssil do período Jurássico, as pegadas de alguns dos maiores seres que alguma vez povoaram o planeta Terra: os dinossáurios saurópodes.
Esta jazida paleontológica de pegadas de dinossáurios com cerca de 175 milhões de anos de idade foi descoberta a 4 de Julho de 1994, e o monumento foi criado em 1996 e aberto ao público em 1997.

Tel. 249 530 160
GPS - N 39º 34' 21,27'' , W 8º 35' 16,62''

 
 

Fórnea de Alcaria
Um estranho fenómeno geológico dá a ilusão de ser um anfiteatro natural. Assemelha-se a um enorme abatimento da crosta terrestre começando em Chão das Pias e descendo até Alcaria.
As erosões provocadas pelas chuvas e pelas águas nascentes criaram um cenário natural impressionante. No interior da Fórnea encontra-se a Cova da Velha, uma cavidade com uma nascente que alimenta o Ribeiro da Fórnea. 

 
 

Associação de Artesãos da Serra d'Aire e Candeeiros

Antiga Escola Primária do Livramento, 386
2480-162 Porto de Mós
Tel.: 244 430 431

 
 

Centro Hipico de Alcaria
Rodeado por uma paisagem deslumbrante, pode optar por fazer um passeio a cavalo pelos belíssimos caminhos rurais que trilham a serra. Pode ainda aprender ou aperfeiçoar a sua técnica, com aulas de equitação desde iniciação à competição nas modalidades de ensino, saltos de obstáculos e TREC. O Centro Hípico de Alcaria é pólo da Escola Nacional de Equitação e pertence à Centros Federados pela Federação Equestre Portuguesa. Organizando cursos de formação nas área de equitação geral e equitação terapêutica-hipoterapia.

Rua Rua João Dias 48 - Alcaria
2480-011 ALCARIA PMS
Telf: 244 403 178 • Telm.: 964 543 788

GPS: N 39º 34' 17,57'' , W 8º 47' 3,41''

 
 

Lagoas de Arrimal

Rodeadas pela natureza, estas águas criam uma paisagem interessante e convidativa. Três lagoas a encontrar na Freguesia do Arrimal.
As lagoas resultam da formação de pequenas depressões superficiais que deixam acumular as águas pluviais. Ao longo da sua extensão, e por toda a rua principal da freguesia, encontram-se pequenos poços em pedra calcária.

 
 

Lagoa de Alvados

A lagoa de Alvados, onde desde os tempos remotos se fazem grandes bailes na quinta-feira da Espiga, resulta da extração de barro para as cerâmicas ali produzidas pelos romanos.
Para além de ter um importante papel nas tradições da aldeia, era também o local onde as mulheres iam para lavar a roupa, até ao final da primeira metade do século XX.
Atualmente, é um local de inúmera beleza com todas as condições para fazer um piquenique em família ou apenas relaxar, desfrutando, ao mesmo tempo, da envolvência de toda a natureza que o rodeia.


 
 

Parque Sensorial da Pia do Urso
A Pia do Urso é um espaço que foi reaproveitado, construindo-se um parque temático / sensorial (adaptado a invisuais), acompanhado de um circuito pedestre.
Além da paisagem atractiva e da calma envolvente, o parque é composto por diversas estações interactivas e lúdicas. Assim, consitui um óptimo local para se passar uma tarde, um dia ou mesmo residir por lá durante uns tempos, pois será possível alugar casas antigas que, também, foram reconstruidas.
Ao longo do percurso podem observar-se diversas formações geológicas - as chamadas "pias" - onde, antigamente, os ursos bebiam água; daí a origem do nome deste local: Pia do Urso.

GPS: N 39º 37' 23,64'' , W 8º 43' 5,16''